Desempenhando a Condução Romântica em Sua Vida

Parte da condução da vida de uma pessoa é tratar também com assuntos de amor, especialmente amor romântico. Amor romântico é uma grande preocupação da vida. Milhões de palavras e milhares de pinturas têm sido dedicadas pata o tema do amor romântico. Isto reflete a busca inerente dentro do seres humanos pela emoção de experimentar uma profunda intimidade com alguém, a alegria que pode vir com isso, e essa maravilhosa e quase indescritível sensação conhecida como “estar apaixonado”.

Amor romântico é geralmente considerado como a mais passional expressão de amor entre duas pessoas. As pessoas nesse relacionamento sentem como se pudessem conquistar o mundo.  É quase como um estado de transe no qual as pessoas acreditam que o poder de seu amor pode superar qualquer problema. Tudo parece possível!

Amor romântico exibe intensa paixão, completa devoção, e esperanças e sonhos propositados. As emoções do amor romântico dão para as pessoas uma perspectiva de vida e uma profunda sensação de felicidade. Psicólogos apontam que o amor romântico tem um bom efeito sobre o caráter das pessoas. Ele traz para fora o melhor de nós, motiva a nos aprimorarmos, e nos inspirar para buscarmos por um nível mais elevado de maturidade e responsabilidade.

Não experimentamos amor romântico em nossos relacionamentos com nossos pais, filhos, familiares, ou amigos, embora possamos amá-los apaixonadamente. Amor romântico é específico para um homem e uma mulher e envolve atração sexual.

Algumas pessoas ridicularizam o amor romântico, dizendo que ele realmente não existe, mas que é simplesmente o produto de uma imaginação iludida. Entretanto, se parceiros no matrimônio não experimentam romance, então algo maravilhoso está faltando, não importa quão sincero possa ser o compromisso de um para o outro. Sem romance, o matrimônio fica reduzido a duas pessoas vivendo juntas sem paixão que são dominadas pela rotina entorpecida da vida diária.

Este é o motivo pelo qual casais estão buscando por conselheiros matrimoniais para colocar romance em seus matrimônios – criar um momento para o outro, fazer coisas agradáveis juntos, e fazer coisas agradáveis e bonitas para o outro, como enviar bilhetes de amor, flores, e demonstrar especial consideração e ternura. Amor romântico precisa ser cuidado e nutrido ele pode também facilmente diminuir.

AMOR ROMÂNTICO PODE NÃO SER O QUE VOCÊ PENSA QUE É

Algumas pessoas confundem genuíno amor romântico com gamação, mas há uma diferença. Casais que estão gamados um pelo outro estão vivendo em um estado de ignorância alegre. Seus parceiros são perfeitos aos seus olhos. Tal relacionamento é baseado em fantasia. Geralmente a pessoa nesse estado está “projetando” (como uma câmera projeta uma imagem em uma tela) qualidades sobre a pessoa amada que ela não tem. Quando as pessoas finalmente se tornam cientes de quem é realmente a outra pessoa, o relacionamento geralmente morre rapidamente.

Amor romântico verdadeiro é encontrado no realismo forte, mas terno. No amor verdadeiro, ambos os parceiros estão cientes das limitações e carências do outro, contudo, ainda sim eles amam um ao outro, e trabalham para aprimorar a eles mesmos e ao seu relacionamento. Autêntico amor romântico continua a crescer e se aprofundar com o tempo.

A mídia tem contribuído para a confusão sobre o amor. Filmes e canções fazem o romance aparecer fácil e naturalmente se somente você estiver com a “pessoa certa”. Espera-se que romance venha instantaneamente como uma força cativante irresistível entre duas pessoas. Mas este tipo de romance não exige que as duas pessoas realmente conheçam ou estejam atentas sobre tudo do outro. Verdadeiro romance é desenvolvido através de um esforço paciente e honesto para viver para o benefício do outro, ao invés de concentrar primariamente nas próprias necessidades da pessoa. Ele se desenvolve em uma atmosfera de confiança e está baseado na pessoa em sua totalidade, ao invés de estar baseada em uma atração temporária.

Sentimentos românticos não podem ser ordenados para aparecerem, e às vezes eles podem desaparecer. Os sentimentos românticos iniciais de um matrimônio podem dar uma forma para aprender a lidar com a vida juntos, e com os conflitos e desafios que ela traz. Às vezes os casais desistem durante esta fase de tentativas. Contudo, profundos sentimentos de amor romântico podem ser cultivados entre um casal enquanto eles passam a vida juntos, aprendem a respeitar e honrar um ao outro, e preservam seu compromisso para a outra pessoa.

Como dissemos antes, amor não é meramente uma emoção ou sentimento; ele é também uma decisão para estar amando mesmo quando sentimentos e emoções estão passando por dificuldades. Uma vez que um casal tenha permanecido comprometido em agir amavelmente com o outro ao longo do tempo e a despeito das dificuldades, o amor romântico se fortalece e os enlaça para estarem juntos para sempre.

“Você me ama?”

Uma surpreendente canção sobre romance no matrimônio ocorre no filme Fiddler on the Roof (Violinista no telhado)

Tevye e sua esposa Golde estiveram casados por vinte e cinco anos. Seu matrimônio foi arranjado por seus pais. Eles se encontraram pela primeira vez no dia do casamento!

Depois de todos estes anos juntos, Teyve pergunta para Golde: “Você me ama?”

(Golde)

Eu o quê?

(Teyve)

Você me ama?

(Golde)

Se eu amo você?

Com nossas filhas se casando

E este problema na cidade

Você está chateado, você está fora de si

Vá para dentro, pare com isso!

Talvez seja indigestão

(Teyve)

Golde, eu estou fazendo a pergunta para você… Você me ama?

(Golde)

Você é um bobo!

(Teyve)

Eu sei… Mas você me ama?

(Golde)

Se eu amo você?

Por vinte e cinco anos tenho lavado suas roupas

Preparado suas refeições, limpado sua casa

Gerado seus filhos, ordenhado a vaca

Depois de vinte e cinco anos, porque falar sobre amor só agora?

 

(Teyve)

Golde, O primeiro dia que encontrei você

Foi no dia de nosso casamento

Eu estava assustado

(Golde)

Eu estava tímida

(Teyve)

Eu estava nervoso.

(Golde)

Assim estava eu.

(Teyve)

Mas meu pai e minha mãe

Disseram que aprenderíamos amar um ao outro

E agora estou perguntando, Golde,

Você me ama?

(Golde)

Eu sou sua esposa…

(Teyve)

Eu sei,

Mas você me ama?

(Golde)

Se eu amo ele?

Por vinte e cinco anos eu tenho vivido com ele

Lutado com ele, passado fome com ele

Vinte e cinco anos minha cama é dele

Se isso não é amor, o que é?

(Teyve – alegremente)

Então você me ama?

(Golde)

Suponho que sim

(Teyve)

E eu suponho que amo você também.

(Ambos)

Isto não muda uma coisa

Mas mesmo assim

Depois de vinte e cinco anos

É agradável saber.

Sheldon Harmick, Lyrics, “Do You Love Me?” Fiddler on the Roof, Mirisch Productions, Inc., e Cartier Production, Inc., Realizado por United Artists Corporation, MGM/UA, Home Entertainment Group, Inc., 1971.   

 

 

Anúncios

1 Comment

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s