Histórias da Vida do Verdadeiro Pai – Parte IV

Um Adolescente ouve a voz de Deus: Uma revelação de Jesus 

Jesus and True Father

O Pai era um adolescente. Ele tinha 16 anos. Mesmo que ninguém lhe dissesse o que fazer, ele sempre se levantava cedo para orar antes de ir para a escola. Ele era muito sério.

Em uma manhã de Páscoa ele acordou antes do sol surgir, se vestiu e subiu uma montanha das redondezas. Então ele começou sua oração matinal. Ele não orava por roupas novas ou alimentos diferentes, ou por uma bacia maior de arroz. Ao invés, o Pai orava pelos coreanos que sofriam. Ele orava para que pudesse entender tudo sobre Deus, tudo sobre Jesus, e tudo sobre o mundo.

“Eu oro para poder ser mais sábio a fim de ajudar as outras pessoas,” ele orava mais e mais. “Eu oro para que eu possa ter a maior fé em todo o mundo. Oro para que eu possa ter mais amor, até mesmo mais amor do que Jesus.”

Após algum tempo, aconteceu algo que fez desta Páscoa a mais importante de todas. De repente, surgiu diante dele um homem! Aparentemente ele apareceu a partir do nada.

“Olá,” disse o homem. “Você me reconhece? Eu sou o seu amigo, Jesus.”

O Pai ficou chocado. Ele não podia falar. “Isto pode ser verdade?” pensou ele. “Isto está realmente acontecendo, ou estou sonhando?” Jesus parecia real o suficiente, mas o Pai procurou ter certeza. Então ele pôde entender que aquele era realmente Jesus, porque de repente, como um filme diante de seus olhos, o Pai começou a ver todas as coisas que haviam acontecido na vida de Jesus. Ele viu como Jesus havia nascido em um estábulo, como ele havia pregado na montanha, como ele curou os doentes, como ele morreu na cruz!

Então Jesus disse-lhe: “Eu vim para a terra há quase 2.000 anos atrás para salvar o mundo de Satanás. Eu era o Messias. Eu procurei fazer deste mundo um lugar lindo e amável onde todos pudessem ser felizes. Mas eles me assassinaram antes que pudesse concluir meu trabalho. Agora, outra pessoa deve ser o Messias e concluir o trabalho para mim. Eu ajudarei essa pessoa. Eu tive que vir até você hoje, Sun Myung Moon, para dizer-lhe que Deus escolheu você para ser esta pessoa tão especial.”

O Pai ouviu muito atentamente, sentindo-se um tanto atordoado. Ele havia pedido para entender tudo sobre Deus e o mundo. Mas ser o Messias? Isto era muito mais do que ele havia pedido. Ele sentia-se humilde. Ele viu isso muito seriamente.

“Isto é uma enorme responsabilidade,” ele orou com um coração mais sincero. “Eu quero fazer Sua vontade, Deus, mais do que qualquer outra coisa no mundo. Eu quero viver minha vida pelo Senhor. Mas eu não quero assumir esta responsabilidade superficialmente. Se eu digo que farei isso, então devo estar absolutamente determinado a realmente fazê-lo.” Ele orou por orientações. Ele procurou entender o que realmente Deus queria dele. Ele orou por muito, muito tempo. Então o Pai começou a se sentir o mais sofredor e miserável de todos. Ele começou a chorar. As lágrimas vieram cada vez mais rápida e intensamente. Logo ele estava soluçando. “Oh, isto dói tanto,” ele chorou a Deus. “Meu coração está doendo. Eu sinto como se nunca poderei parar de chorar. Porque isto é assim?”

Ele se dobrou em tanta dor. Ele estava sentindo a dor que havia estado no coração de Deus por tanto tempo. Ele estava sentindo a miséria de todas as pessoas que haviam sofrido enquanto estavam na terra. Ele estava sentindo a dor que os coreanos haviam sofrido por muitos e muitos anos. Ele começou a entender realmente porque Deus precisava tanto dele. Ele soube que nunca poderia abandonar o triste coração de Deus e todas as pessoas infelizes do mundo.

Nesse dia ele fez um compromisso diante de Deus. “EU ASSUMIREI a responsabilidade por este importante trabalho. Eu utilizarei toda a minha vida para superar o mal no mundo. Eu quero que o mundo seja um jardim lindo e feliz novamente.” A partir desse momento, não importando o quanto sofresse, ou quão cansado ou desanimado estivesse, o Pai nunca mudou sua mente. Ele nunca disse: “Isto é muito para um único homem fazer.” Pelo contrário, ele sempre disse: “Estou determinado a fazê-lo.”

Mais Revelações

Depois dessa manhã de Páscoa, mesmo Jesus e Deus terem dito a ele que o ajudariam, eles deixaram o Pai por sua própria conta por muitos anos. O Pai teve que fazer toda a primeira parte sozinho. Mas o que ele deveria fazer primeiro? Ele disse para si mesmo; “Eu concordei em concluir o trabalho de Jesus. Mas como eu começo? Eu apenas digo a todos que eu sou o Messias?”

Todos os dias ele orava, orava e orava. Ele ia frequentemente a determinada montanha orar. Mesmo quando estava com sono e fome, ele continuava a orar. Às vezes ele andava ao longo da margem de um rio, meditando, orando, meditando e orando. Outras vezes, ele sentia-se tão desesperado, que se ajoelhava e esmurrava o chão com seus punhos. “Como eu salvo estas pessoas de Satanás? DEUS! Por favor, mostre-me como fazer.”

Ele gritou. Ele chorou. “Deus, se o Senhor está aí, quem é o Senhor? Como é o Senhor? Porque o Senhor está aí? Porque o Senhor nos criou? Qual relacionamento devemos ter com o Senhor? POR FAVOR, POR FAVOR, me explique!” Seus punhos estavam socando a terra. Suas lágrimas fluíram. Finalmente, um dia Deus deu-lhe uma resposta: “Nós devemos ser como um Pai e um filho.” Ao orar, o Pai começou a entender quão importante isto era. “Oh, sim! Deus é nosso Pai. Ele é o Pai Celestial. Eu sou Seu filho. Todas as pessoas são Seus filhos. É isso! A verdade mais importante no universo inteiro! Oh, obrigado, meu Pai Celestial. Obrigado.”

Então vieram suas próximas questões. “Portanto, o que ocorreu de errado? Porque não temos uma relação íntima de Pai e Filho? Porque não somos uma grande família feliz? O que é Satanás? Mas quem é Satanás? De onde ele veio? O Senhor (Deus) é somente bom. Satanás é mal. O Senhor não criaria algo mal, criaria?”

“Não, Eu não faria,” respondeu o Pai Celeste, mas Ele teve que deixar o Pai descobrir o que havia dado errado.” Então como o mal ocorreu neste mundo? Deus não poderia simplesmente destruí-lo? O Senhor é o Todo-Poderoso. Porque o Senhor permitiu que o mal entrasse no mundo? Por quê? Por quê? Por quê?” Ele tinha tantas questões, e era tão difícil encontrar as respostas. Deus não poderia simplesmente dar-lhe as respostas. O Pai teve que buscá-las por si mesmo, e então perguntar se era verdade. Pouco a pouco, ele foi capaz de aprender muitas coisas sobre Deus, sobre o mundo, sobre Jesus, e mais.

Então ele tinha outro problema: Satanás. Enquanto o Pai aprendia mais e mais, Satanás se tornava mais e mais preocupado. “Hei,” ele resmungava, “Se este garoto aprender sobre o que ocorreu no Jardim do Éden, eu estou condenado. Eu tenho que pôr um fim neste absurdo. Desde que Jesus veio a terra, eu não tinha tal dor de cabeça”.

Satanás tentou desesperadamente parar o Pai. Satanás contou-lhe mentiras. Ele tentou iludir o Pai e fazê-lo pensar que não havia tais coisas como Satanás. Ele tentou fazer o Pai parar seu trabalho. Ele tentou fazer com que o Pai visse o quanto ele sofreria se continuasse nesse caminho, e como ele poderia ser feliz se apenas fosse para casa. Satanás era muito astuto. Mas o Pai estava sempre mais alerta. Ele bloqueava Satanás em seus truques.

Satanás até mesmo tentou bater nele. Ele tentou esmagar o Pai. Ele era muito forte, e tinha outros maus espíritos para ajudá-lo. Eles lutaram uma batalha sangrenta. Mas o Pai estava tão determinado e tão forte que venceu!

O Pai então começou realmente a questionar Satanás: “O que você fez contra Deus?” ele gritou. “O que você fez para Adão e Eva?” Satanás se recusou a responder. Ele apenas cruzou seus braços e olhou fixamente para o Pai com uma expressão feia em seu rosto.

Assim, o Pai teve que insistir: “Você é uma pessoa?” Satanás apenas balançou sua cabeça e zombou. “Você é um anjo?” Satanás olhou muito irritado, mas ele teve que admitir que sim, ele era um anjo. O Pai era demais para Satanás. Ele conseguiu mais e mais da verdade a partir de Satanás. “Ele até mesmo começou a entender como Satanás se sentiu no Jardim do Éden.”

“Você deve ter se sentido solitário, certo?” o Pai perguntou. “Sim,” Satanás admitiu.” Você deve ter desejado estar com Adão e Eva, certo?”

“Sim!” Satanás estava nervoso. “Você estava mais feliz com Eva do que com Adão, não estava?” “Sim, sim!” Satanás estava muito exaltado. Ele tentou escapar. Mas o Pai lutou com ele, fazendo-o ouvir, fazendo-o responder. Pouco a pouco, o Pai extraiu toda a história dele. Satanás estava furioso. O Pai havia descoberto tudo sobre seu crime, e nem mesmo Jesus havia sido capaz de fazer isso antes!

Um homem de lágrimas

Por nove anos, a partir dos 16 anos, o Pai se empenhou para aprender tudo sobre o universo de Deus. Ele até mesmo aprendeu sobre o mundo espiritual. Ele foi a primeira pessoa a compreender que Deus havia estado sofrendo por causa do que Satanás havia feito.

“Oh, Pai Celeste,” ele orou. “O Senhor não possuía nem mesmo uma boca para nos dizer como Se sentia. O Senhor não tinha nem mesmo braços para nos abraçar. O Senhor não tinha pernas para nos perseguir quando corremos para longe com Satanás. Se algum de Seus filhos fosse machucado, o Senhor não poderia fazer nada para evitar. Tudo que o Senhor poderia fazer era sentir Sua própria dor e chorar e chorar. Oh, pobre Pai Celeste! Eu sinto muito porque ninguém pôde confortar o Senhor todos esses anos!”

Repetidamente ele gritou para o Pai Celeste: “Eu nunca O deixarei. Eu quero apenas trabalhar pelo Senhor e fazê-Lo sentir-se melhor.” O Pai não podia parar de chorar. Dia após dia, noite após noite, ele chorou. Seu rosto ficou tão inchado por tantas lágrimas que, às vezes, seus vizinhos não podiam nem mesmo reconhecê-lo.

Isto era muito importante para o Pai Celeste e para Jesus. As lágrimas do Pai os ajudaram a se sentirem um pouco melhor. Finalmente, alguém entendeu como eles se sentiam. Eles adoram o Pai.

Anúncios

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s