[As Três Grandes Bênçãos] A Primeira Bênção: Caráter Maduro

Um pessoa com caráter maduro.

As pessoas não nascem sabendo como amar os outros. Amor verdadeiro deve ser aprendido; de fato, uma pessoa deve cultivar sua capacidade para amar verdadeiramente. Mas como? Quais são os contextos através dos quais o amor cresce e floresce? Como o amor verdadeiro pode ser praticado durante toda uma vida aqui “na terra”? O amor verdadeiro é cultivado através da execução de “ações aleatórias de bondade”, ou existe um plano para conduzir uma vida de amor verdadeiro?

Felizmente, muitas fontes sugerem que o cultivo do amor verdadeiro durante o tempo de vida pode ser dividido em três atividades essenciais. Estas são: (1) atingir maturidade individual, (2) experimentar e edificar uma família e outros relacionamentos pessoais próximos, e (3) fazer uma contribuição criativa para o mundo. Estas três atividades formam o solo fértil para o cultivo do amor verdadeiro. Assim, elas servem como propósitos ou um modelo para uma vida vivida para o benefício dos outros – uma vida rica em amor verdadeiro.

A primeira bênção “Frutificai” pode ser interpretada como a exortação para alcançar o caráter maduro, para se tornar uma pessoa bem integrada, piedosa e capaz de amar os outros. Tal como um árvore imatura não pode dar frutos, assim também uma pessoa imatura não pode dar os “frutos” de um espírito amoroso: “Mas o fruto do Espírito é: amor, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança (Gálatas 5:22-23).

É contribuição única do Reverendo Moon interpretar a primeira injunção bíblica de “Frutificai” como pertencente à maturidade individual. Esta interpretação ilumina estas três injunções bíblicas de uma forma que não torna a fecundidade como uma parte da multiplicação, o que faria parecer ser uma ênfase desordenada e confusa da reprodução física. Alcançar a maturidade como um ser humano significa mais do que se tornar reprodutivamente funcional e crescer para a altura e peso ideal. Estas coisas ocorrem naturalmente, mesmo com a nutrição mais rudimentar. Crescimento em plena maturidade como um ser humano completo, por outro lado, significa maturidade do coração, consciência e vontade.

Amor verdadeiro requer um caráter bom e maduro como seu fundamento. Embora o amor seja frequentemente considerado como meramente um sentimento caloroso, agradável e doce que surge espontaneamente, é facilmente visto que vários tipos de amor dependem do caráter. Caráter bem desenvolvido permite o amor; caráter mal desenvolvido o incapacita. Amor ao país, por exemplo, requer as virtudes de auto sacrifício quando a nação chama. Amor de um amigo requer consideração e fidelidade. Amor de um filho requer devoção e consistência por um longo período de tempo. Amor de um irmão ou irmã requer complementariedade, carinho, confiança e honestidade.

Um pessoa com caráter maduro.

Estes tipos de amor clamam pelas virtudes de bom caráter. No amor romântico – o amor mais potencialmente confuso de todos – virtudes também são fundamentais. Raro seria a jovem que acreditaria em seu jovem “amor” se ele se recusasse a levantar do sofá em frente à TV para buscá-la na estação de trem. Raro seria o casal mais velho que ficaria junto por muitos anos sem alguma admiração ou apreço pelas qualidades internas do outro. Quando a beleza, a juventude e a atração sexual desaparecem com o tempo, o caráter continua a brilhar. Amor se debate sem a base de força de caráter ou virtudes. O autor Donald DeMarco disse: Amor seria impotente se não fosse pelas várias virtudes que suportam dificuldades inerentes e entregam sua mensagem de amor onde o amor é necessário… Um soldado sem coragem, um médico sem cuidado, um professor sem paciência, pais sem prudência, um cônjuge sem fidelidade, um sacerdote sem fé, um líder sem determinação, um magistrado sem integridade e um amigo sem lealdade são todos os parceiros da futilidade, não porque eles carecem de amor, mas porque eles carecem de virtudes para expressá-lo. ¹

Caráter e amor estão intimamente ligados. Uma pessoa de caráter maduro com uma identidade moral íntegra é muito melhor capacitada para formar relacionamentos benéficos e contribuir para o mundo, do que uma pessoa de caráter imaturo que esteja em conflito interior. A pessoa que carece de um caráter maduro desperdiça muitas horas de insatisfação e luta interior. O relacionamento da pessoa com ela mesma é desarmônico e desconfortável, muitas vezes levando a conflitos nos relacionamentos com os outros. Caráter maduro é um pré-requisito para alegria e paz. Somente aqueles de caráter maduro e virtuoso são capazes de desfrutar e compartilhar plenamente os frutos do amor verdadeiro.

O Reverendo Moon disse: “É quando a alma ou mente divina se torna o mestre do corpo humano que o amor de uma pessoa pode se tornar centrado em Deus. É como se a mente de Deus estivesse vindo habitar dentro dessa pessoa”.² O Reverendo Moon chama este estado de maturidade de caráter de “unidade de mente e corpo”. Essa integridade é a exigência definitiva para o amor verdadeiro fluir.

__________________________

¹ Donald DeMarco, Heart of Virtue (San Francisco: Ignatius Press, 1996), p. 16.
² Sun Myung Moon, “The Spirit World and the Physical World.” discurso de 6 de fevereiro de 1977.


Fonte: Livro “Educando para o Amor Verdadeiro – Explicando o Pensamento de Sun Myung Moon sobre moralidade, família e sociedade.” p. 37.
Você pode encontrar o conteúdo na íntegra clicando aqui.

Anúncios

1 Comment

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s