Liderança Moral: Analisando pela Filosofia e Religião

leadership

A civilização humana levou milhares de anos para se desenvolver desde a forma primitiva de caçar e reunir tribos, para as vilas agrícolas, para as sociedades industrializadas e o mundo tecnológico altamente sofisticado e a atual idade da informação. Contudo, atualmente maiores mudanças estão ocorrendo em décadas e não mostram nenhum sinal de parar ou diminuir.

As pessoas se preocupam que a continuidade que tem permitido a unidade das culturas de uma geração para a próxima está sendo perdida em meio a essas rápidas mudanças. Não é incomum que os jovens se sintam alienados da cultura na qual eles cresceram, e mesmo de suas próprias famílias, devido à maneira diferentes que o mundo está, em relação à maneira como ele era quando seus pais eram jovens.

Em muitos casos, uma necessidade de continuidade e constância, estão conduzindo as pessoas a retornarem para valores tradicionais de moralidade e ética para orientação. Estes valores têm mantido civilizações unidas por centenas e milhares de anos. Estes valores também merecem se examinados.

Antigos Códigos Morais 

Um dos mais antigos sistemas de códigos e leis morais foi desenvolvido sob o reinado do Rei Hamurabi (1792-1750 a.C.) na Babilônia. Esculpido em uma coluna de pedra, eles se concentravam em todos os aspectos da vida humana e demonstravam que a Babilônia foi uma civilização sofisticada.  Outro código antigo de leis foi os Dez Mandamentos, recebido por Moisés durante seu encontro registrado com Deus no Monte Sinai cerca de 1290 a.C. Estes estabeleceram algumas das mais fundamentais doutrinas que governam o comportamento humano, tal como proibir o assassinato, o roubo, o adultério, dar falso testemunho, invejar os bens e o cônjuge das outras pessoas, e instrui as pessoas a honrarem seus pais.

Estes antigos códigos de lei têm sido a base do entendimento de muitas sociedades sobre uma cultura moral, e elas continuam a ser assim até esses dias. O Código de Hamurabi foi uma antiga maneira de organizar a sociedade e permitir que as pessoas soubessem o que era moralmente esperado delas. Esta postulação de leis reside nos movimentos legais dos Estados Unidos para entesourar os Dez Mandamentos em locais públicos a fim de lembrar cidadãos e estudantes de suas obrigações morais básicas.

Influências Filosóficas 

Rousseau

Iniciando com os gregos antigos, a filosofia fez importantes contribuições para o desenvolvimento da moralidade e da ética da vida humana. De acordo com Platão, a alma humana precisava ser governada pelas virtudes da temperança, coragem, sabedora e justiça; A imagem de Platão de uma pessoa ideal era “uma pessoa que ama a sabedoria” (o significado da palavra “filósofo”) e “uma pessoa que está harmonizada” – isto é, uma pessoa cuja mente e corpo estejam harmonizados e praticando as quatro maiores virtudes.

A Renascença promoveu uma visão mundial que valorizava a dignidade humana e também enfatizava o desenvolvimento harmonioso de mente e corpo. Conduzido pelo filósofo Jean-Jacques Rousseau, a Idade do Iluminismo afirmava que os seres humanos têm uma bondade básica natural que simplesmente precisa ser cultivada. Entretanto, os filósofos destes períodos tenderam a subestimar a presença do mal dentro da alma humana.

Um pensados Iluminista, Immanuel Kant, reconheceu o mal na natureza humana. De acordo com ele, o mal vem a existir quando o amor auto-centrado supera a moralidade. A solução é colocar a moralidade acima do amor auto-centrado. Há um imperativo mora, Kant diz, que nos empurra para fazer o que é certo.

Na Idade Industrial, algumas pessoas pensavam que qualquer coisa que promovesse a maior felicidade para o maior número de pessoas era bom. Felicidade estava muito proximamente associada com prazer físico. Dor era mal.

No século XX, a filosofia tendeu na direção do relativismo moral, afirmando que não há nenhum padrão moral de bem e mal. O bem para uma pessoa poderia ser o mal para outra pessoa. Era tudo uma questão de perspectiva. Outro ponto de vista bem conhecido é a ética situacional – certo e errado são determinados inteiramente pelas circunstâncias, ao invés de por alguma ideia predeterminada. Em geral, a filosofia parece ter assumido uma direção da certeza moral para a incerteza moral, enfraquecendo seu poder de influenciar a sociedade. Entretanto, há algumas correções importantes ocorrendo agora como o movimento pela educação do caráter e cientistas sociais começam a reafirmar verdades duradouras sobre bem e mal.

A Contribuição das Religiões do Mundo

Ensinamentos religiosos influenciaram profundamente o desenvolvimento dos códigos morais e éticos das sociedades como também seus sistemas legais. Por milhares de anos crenças religiosas têm incentivado as pessoas a viverem virtuosamente. Virtudes como respeito, responsabilidade, honestidade, compaixão e tantas outras têm sido os ensinamentos éticos centrais de muitas religiões. A crença em uma vida após a morte na qual há recompensas e punições para as ações das pessoas na terra tem conduzido muitas pessoas a se esforçarem para o bem e rejeitarem o mal. Muito do bem que existe no mundo vem dos ensinamentos religiosos.

Ao mesmo tempo, conflitos religiosos, frequentemente baseados no mal entendido ou na interpretação errada da doutrina religiosa, têm causado muitos problemas. O verdadeiro foco da doutrina religiosa têm causado muitos problemas. O verdadeiro foco da religião não é reivindicar que uma religião é melhor do que outra, ou advogar a luta, mas ajudar as pessoas a encontrarem a verdade e a virtude. Infelizmente, por toda a história muitas pessoas têm usado a religião para justificar seus próprios fins egoístas, limitados ou ignorantes, dando para a benevolente força da religião um nome ruim.

Avaliação das Maiores Religiões do Mundo

Quais são as maiores religiões do mundo e quais são seus ensinamentos morais e éticos? Retrocedendo mais de 3.000 anos, a mais antiga das religiões ainda praticadas hoje é o Hinduísmo. Quase todos os Hindus vivem na Índia, com alguns na Inglaterra, na América e outros países. Baseado no Vedas – literatura sagrada escrita em versos e contendo hinos, cânticos e orações – a teologia Hindu fala de muitos deuses, como Krishna, Brahman e Vishnu sendo os principais. O Hinduísmo prega a tolerância, acreditando que há muitos caminhos para a iluminação e liberação espiritual. Sua escritura mais conhecida é o Bhagavad Gita. Com sua ênfase no serviço abnegado, esta foi a primeira fonte de inspiração de Mahatma Gandhi, um dos mais famosos pacificadores da história.

Um dos ensinamentos primários do Hinduísmo é a doutrina karma, o qual diz que todo nosso pensamento, palavra, e ação têm conseqüências, sendo boa ou má, assim exaltando a definitiva justiça moral do universo.

Sikhísmo e Jainismo são ramificações do Hinduísmo. O Sikhísmo nasceu durante a Idade Média, e buscava uma maior devoção a Deus e uma negação do egoísmo como a base para uma boa vida. O Jainismo, fundado muito antes, é conhecido por seu ascetismo rigoroso e a doutrina do ahimsa – não ferir todos os seres vivos.

Outro ramo do Hinduísmo é o Budismo, o qual veio a se tornar uma das maiores religiões do mundo por si mesmo. Começando na Índia com Gautama Buddha, o Budísmo se espalhou pela maioria da Ásia, embora quase morrendo completamente na própria Índia. E essência do ensinamento do Budismo reside em suas Quatro Nobres Verdades e no Caminho de Oito Passos. As Quatro Nobres Verdades são:

1) Viver é sofrer

2) Sofrimento é causado pelo desejo egoísta e pela ignorância

3) A solução do sofrimento reside na eliminação do desejo egoísta e ignorância

4) Isto é alcançado através do Caminho de Oito Passos.

O Caminho de Oito Passos enfatiza a disciplina moral, a concentração, e a obtenção de sabedoria através do conhecimento e da experiência. Entretanto, mais importante do que as práticas ascéticas, é a moderação na ação e a meditação para obter controle sobre os desejos. Como o Hinduísmo, o Budismo acredita no conceito de karma e dharma (lei universal).

As outras maiores religiões asiáticas são o Confucionismo e o Taoísmo (na China) e o Shintoísmo (no Japão). A última está entrada na adoração de muitas deidades chamadas kami, as quais incluem os espíritos incorporados nos objetos naturais, fenômenos como o vento e o trovão, e heróis e sábios mortos. O Chefe entre elas é Amaterasu, a Divindade Sol. A ética Shinto tende para a harmonia interior e sinceridade. Na China, o Confucionismo e o Taoísmo estão entrelaçados. Entretanto, eles possuem algumas características distintas. O Confucionismo é principalmente um sistema de ensinamentos éticos, definindo os valores da vida familiar e a adequada administração do estado. A sociedade é organizada de acordo com as cinco relações de soberano e súdito, pai e filho, irmãos mais velhos e mais jovens, esposo e esposa e amigo e amigo. Estas relações devem ser motivadas pelo fluir do amor.

Confúcio incentivou seus seguidores a buscarem um ideal de conduta, o qual é chamado o Caminho do Homem Superior. O Homem Superior é sincero, respeitador de seus pais, leal para seu senhor, tem boas maneiras, e pratica s Regra Dourada. Além de tudo isso, ele é humanitário com seus familiares, amigos, e conhecidos.

Em contraste, o Taoísmo, fundado por Lao Tzu, ensina que o caminho para uma boa sociedade está na busca de uma identificação mística com os princípios da natureza, o impessoal Tao, através da meditação. Os seres humanos devem viver de acordo com o Tao pela consulta do I Ching (Livro das Mudanças), um guia para meditação e crescimento espiritual.

O mundo ocidental herdou três principais tradições religiosas do Oriente Médio: Judaísmo, Cristianismo e Islamismo. Estas têm sido chamadas de religiões do Livro, porque elas estão baseadas em Escrituras escritas. Para o Judaísmo, estes escritos são o Torá, Mishná e o Talmud; para o Cristianismo, a Bíblia; e para o Islamismo, o Corão. Elas têm uma raiz comum na pessoa de Abraão e estão unidas em suas visões de um Deus pessoal, embora tenham diferenças em como vêem a personalidade de Deus.

Os judeus têm elevada consideração pela Lei como estabelecida mitzvot, pelos mandamentos éticos e de rituais, e elaboraram o Talmud como o halakah, ou os regimentos da vida. Os cristãos enfatizam a fé em Jesus Cristo, que deu graça, fortalecimento, e orientação para se viver a vida moral. Jesus ensinou uma doutrina de amor incondicional e perdão, mesmo pelo inimigo de uma pessoa. A tendência central do Islamismo é a submissão ao único Deus, Allá. O Muçulmano segue um rígido código moral que honra a castidade das mulheres e a santidade do matrimônio. Historicamente, o Islamismo tem demonstrado uma tolerância de outras crenças e tem apoiado o desenvolvimento científico e literário.

Conclusão 

Esta breve revisão demonstra as enormes contribuições que a filosofia e a religião têm feito para a civilização humana. Sem seus ensinamentos de moral e ética, o mundo seria muito pior. Entretanto, atualmente, como temos visto, a filosofia parece ter alcançado um estado de confusão moral. A religião, dividida como está, às vezes parece com o problema, ao invés de ser a solução para a guerra e a injustiça. Tanto filosofia como religião têm o potencial para acrescentar mais de sua benevolente influência nos assuntos humanos, quando filósofos recuperarem suas bases morais e os líderes religiosos colocarem de lado suas diferenças. A harmonia pode ser alcançada baseada no interesse comum de elevar a espiritualidade, a moralidade, o amor, o matrimônio, a família, e as boas sociedades.

Questões para Reflexão: 

  1. Por que as pessoas atualmente procuram tradições para orientá-las?

  2. Quais foram os maiores períodos filosóficos denominados no texto?

  3. Qual você acha que desempenhou um papel maior na história, filosofia ou religião?

  4. Quais são as maiores religiões?

  5. O que estas religiões têm em comum?

  6. Por que acreditar em recompensas e punições na vida posterior influencia o comportamento na terra?

  7. Como a filosofia pode acrescentar mais influência benevolente na sociedade humana? O que a filosofia deve fazer?

  8. Como a religião pode acrescentar mais influência benevolente na sociedade humana? O que a religião deve fazer?

Anúncios

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s