Amor na Família

A família ideal somente pode servir como bloco edificador do Reino de Deus. – Sun Myung Moon

A família é o meio primário através do qual a maioria das pessoas aprende sobre amor. Martin Luther King disse, como faz o Reverendo Moon, que a família é a “escola do amor.” Cultivar amor verdadeiro ao longo de uma vida envolve estabelecer relacionamentos amorosos e uma família. A família contém uma dose dupla em uma vida de amor. A família de origem de uma pessoa a cultiva em amor como um filho e um irmão, conduzindo para seu desenvolvimento e maturidade pessoal. Então ele ou ela segue para cultivar em uma nova família com um cônjuge e filhos. Todas estas experiências educam uma pessoa no amor verdadeiro.


Muitas tradições religiosas e morais equiparam os relacionamentos honrosos e amorosos na família com um modelo para o relacionamento correto de uma pessoa com Deus. No Talmud, por exemplo, está escrito, “Quando um homem honra seu pai e sua mãe, Deus diz, ‘Eu considero isto como se eu tivesse habitado entre eles e eles tenham me honrado” (Kiddushin, 30b). Jesus encorajava seus seguidores a pensar sobre Deus como um pai amoroso e se relacionar com Ele assim. Confúcio disse, “Seguramente o comportamento adequado em relação aos pais e irmãos mais velhos é o tronco da bondade,” (Analetos 1.2) e “Piedade filial é a raiz de todas as virtudes” (Classic of Filial Piety). Estes sentimentos são ecoados no Hinduísmo, Budismo, Shintoísmo, Islamismo e crenças africanas e nativas americanas tradicionais.

Continuar a ler

Anúncios

Porque Esforços de Testemunho Não Dão Muitos Frutos

Vocês me dizem que atividades de testemunho da igreja não estão indo bem, certo? Porque o testemunho não vai bem? Isso não vai bem porque seus velhos hábitos ainda têm forte influência em vocês e vocês fracassaram em se reformar. Membros da Igreja de Unificação estiveram fazendo testemunho até agora, e contudo, porque isto não está sendo bem sucedido? É porque os princípios fundamentais estão sendo violados.

Se vocês não estão de acordo com os princípios, então os esforços do testemunho não serão tão bem sucedidos. Assim, eu disse para vocês testemunharem para pessoas comuns. Eu disse para vocês testemunharem para os cristãos. Quando eu disse para vocês saírem e observarem os ministros cristãos, vocês hesitaram dizendo, “Oh não. Ele é melhor do que eu, e eu não conheço a Bíblia tão bem…” Vocês não têm se preocupado sobre seu conhecimento da Bíblia.

Vocês devem refletir sobre a razão pela qual as atividades de testemunho não têm sido tão frutíferas.

Continuar a ler

Fomentando a Unidade de Mente e Corpo

O cuidado da sociedade contemporânea pela máxima liberdade e autonomia do indivíduo apresenta desafios para aqueles que se disciplinam, e que fortalecem a vontade moral daqueles sob seus cuidados. Por um lado, a sociedade impõe muito menos controles externos no comportamento individual do que tradicionalmente; expectativas sociais são bastante frouxas sobre todas as questões desde etiqueta até comportamento sexual. Isto sugeriria que o local do controle deve residir dentro do indivíduo como nunca antes. Por outro lado, provavelmente nunca houve antes menos apoio social para o autocontrole individual. A sociedade ocidental orientada ao consumidor exalta o conforto e autoindulgência e despreza a contenção e disciplina. Incutir autocontrole em si mesmo ou nos outros vai contra a tendência cultural.

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam […]. – Romanos 8:28

Continuar a ler