Amor na Família

A família ideal somente pode servir como bloco edificador do Reino de Deus. – Sun Myung Moon

A família é o meio primário através do qual a maioria das pessoas aprende sobre amor. Martin Luther King disse, como faz o Reverendo Moon, que a família é a “escola do amor.” Cultivar amor verdadeiro ao longo de uma vida envolve estabelecer relacionamentos amorosos e uma família. A família contém uma dose dupla em uma vida de amor. A família de origem de uma pessoa a cultiva em amor como um filho e um irmão, conduzindo para seu desenvolvimento e maturidade pessoal. Então ele ou ela segue para cultivar em uma nova família com um cônjuge e filhos. Todas estas experiências educam uma pessoa no amor verdadeiro.


Muitas tradições religiosas e morais equiparam os relacionamentos honrosos e amorosos na família com um modelo para o relacionamento correto de uma pessoa com Deus. No Talmud, por exemplo, está escrito, “Quando um homem honra seu pai e sua mãe, Deus diz, ‘Eu considero isto como se eu tivesse habitado entre eles e eles tenham me honrado” (Kiddushin, 30b). Jesus encorajava seus seguidores a pensar sobre Deus como um pai amoroso e se relacionar com Ele assim. Confúcio disse, “Seguramente o comportamento adequado em relação aos pais e irmãos mais velhos é o tronco da bondade,” (Analetos 1.2) e “Piedade filial é a raiz de todas as virtudes” (Classic of Filial Piety). Estes sentimentos são ecoados no Hinduísmo, Budismo, Shintoísmo, Islamismo e crenças africanas e nativas americanas tradicionais.

Continuar a ler

Anúncios

Fomentando a Unidade de Mente e Corpo

O cuidado da sociedade contemporânea pela máxima liberdade e autonomia do indivíduo apresenta desafios para aqueles que se disciplinam, e que fortalecem a vontade moral daqueles sob seus cuidados. Por um lado, a sociedade impõe muito menos controles externos no comportamento individual do que tradicionalmente; expectativas sociais são bastante frouxas sobre todas as questões desde etiqueta até comportamento sexual. Isto sugeriria que o local do controle deve residir dentro do indivíduo como nunca antes. Por outro lado, provavelmente nunca houve antes menos apoio social para o autocontrole individual. A sociedade ocidental orientada ao consumidor exalta o conforto e autoindulgência e despreza a contenção e disciplina. Incutir autocontrole em si mesmo ou nos outros vai contra a tendência cultural.

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam […]. – Romanos 8:28

Continuar a ler