Fomentando a Unidade de Mente e Corpo

O cuidado da sociedade contemporânea pela máxima liberdade e autonomia do indivíduo apresenta desafios para aqueles que se disciplinam, e que fortalecem a vontade moral daqueles sob seus cuidados. Por um lado, a sociedade impõe muito menos controles externos no comportamento individual do que tradicionalmente; expectativas sociais são bastante frouxas sobre todas as questões desde etiqueta até comportamento sexual. Isto sugeriria que o local do controle deve residir dentro do indivíduo como nunca antes. Por outro lado, provavelmente nunca houve antes menos apoio social para o autocontrole individual. A sociedade ocidental orientada ao consumidor exalta o conforto e autoindulgência e despreza a contenção e disciplina. Incutir autocontrole em si mesmo ou nos outros vai contra a tendência cultural.

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam […]. – Romanos 8:28

Continuar a ler

Anúncios

A Vida de Esposo e Esposa em uma Família Abençoada

Famílias abençoadas devem renunciar ao conceito de vida convencional. O casal ideal que Deus originalmente desejava devia retornar glória a Deus, mas ao invés, o casal decaído retornou tristeza para Deus. Há a deslealdade do arcanjo como também a irresponsabilidade de Adão e Eva. O arcanjo estava destinado a estabelecer a condição de lealdade e piedade filial em relação a Deus, mas ele falhou em fazer isso. Portanto, a providência de restauração deve estabelecer condições de lealdade, piedade filial e amor virtuoso.

Embora nós, como pessoas decaídas, tentamos estabelecer essas condições de amor, não podemos alcançar o padrão original porque o inimigo interfere com nossa lealdade, piedade filial e virtude. É fácil falarmos e pensarmos sobre nos tornarmos leais à nação, dedicados aos nossos pais e fiéis aos nossos cônjuges, mas a lealdade, a piedade filial e o amor virtuoso originais são diferentes do que imaginamos. Esse é o motivo pelo qual precisamos do ponto central.

Porque Deus esteve estabelecendo o centro de coração de lealdade, piedade filial e virtude no amor, toda religião e moralidade deve seguir este padrão. Todas as pessoas religiosas e Jesus  estiveram tentando estabelecer a família para o propósito de estabelecer a condição de lealdade, piedade filial e virtude no amor. Deus estabeleceu a nação de Israel a fim de procurar por essa família. Jesus poderia ter feito Satanás se render se ele tivesse primeiro estabelecido a moralidade de lealdade, piedade filial e virtude no amor, e então ele teria se tornado o sacerdote para expandir essas condições. Quando filhos amadurecem, eles devem substituir a doutrina de Deus com Sua substância.

Continuar a ler

A Rígida Disciplina do Amor

O Apocalipse na Bíblia diz que devemos ser quentes ou frios, não mornos. A atitude morna não conta para nada no mundo de amor. É permitido segurar um chicote se você tem um coração amoroso. Se os filhos negligenciam o amor dado pelos pais, os pais podem ter que ser frios com eles. Se os filhos não são repreendidos por seu mau comportamento, eles perdem qualquer senso se distinção entre bem e mal. O Pai parece gentil, mas de certa forma ele é rígido. O Pai é muito cruel em relação ao mal, mas muito quente como uma fornalha de vários milhares de graus em relação à bondade.

Quando o Pai ouviu que mestres tinham sido enviados para a prisão por baterem em estudantes, ele soube que a América estava perecendo. Para o benefício de obterem uma boa direção, os estudantes devem com disposição pedir para seus mestres puni-los, se necessário. Um provérbio coreano diz, “Dê uma tigela extra de arroz para a pessoa difícil e segure um chicote para a pessoa amada.” Isso é inevitável se alguém deseja herdar a tradição correta. Vocês devem ser capazes de derramar lágrimas de gratidão pelo amor paternal, esquecendo a dor. Até mesmo um chicote é precioso para o amor. Qualquer coisa realizada no amor é preciosa, mesmo punição e sofrimento. Amor não inclui somente sentimentos agradáveis.

Pais que deixam seus filhos pararem de estudar sempre que estão cansados não são verdadeiros pais de amor verdadeiro. Eles devem até mesmo espancar os filhos para que continuem a estudar porque estão preocupados sobre seu futuro bem-estar. Pais depositam suas esperanças no futuro de seus filhos. É bondade e amor bater nos filhos ou nos amigos íntimos quando eles querem seguir na direção errada. Conhecendo este princípio, tudo deve estar incluído no padrão da bondade.

Continuar a ler

A Família é a Escola de Disciplina para o Amor Verdadeiro

A família é criada para ser o manual para a vida no Reino do Céu. Se vocês amam cada pessoa que está na idade de seu avô como seu próprio avô, vocês seguramente irão para o Reino do Céu; se vocês amam uma pessoa que está na idade de seus pais como seus próprios pais, não haverá nenhuma fronteira para vocês no mundo espiritual. Se vocês podem considerar todos os jovens do mundo como seus próprios filhos e filhas, vocês serão capazes de visitar qualquer lugar no Reino do Céu. Embora existam doze portões perolados e a direção já esteja estabelecida no mundo espiritual, vocês serão capazes de passar através de qualquer lugar. A família é o material de ensinamento, isto é, um manual através do qual vocês podem se relacionar com todo o Reino do Céu. Se vocês aplicam o eixo à nação, vocês se tornarão um patriota, e se aplicam ao mundo, vocês se tornarão um santo. Esse é o valor dos seres humanos.

Onde é a sala de disciplina do amor verdadeiro? Isso é “Deus e Nossa família,” que é o tema do sermão de hoje. Jeová é o Deus vertical e Adão é o Deus horizontal. A família é o seminário através de exemplificação para educação no amor da humanidade. Este é o ambiente representativo para estabelecer o centro de coração. Se vocês confiam uns nos outros e conduzem uma vida conjugal feliz em sua família, vocês se colocarão como o centro de todo o universo e serão abençoados com felicidade. Esse é o ponto de início do domínio ideal. Seres sem amor não têm nenhum significado para sua existência.

Continuar a ler

A Repartição da Responsabilidade Divina e Humana

Criação de Adão (Michelangelo)

Pode-se muito bem perguntar: Se as pessoas devem assumir total responsabilidade por suas palavras, ações e atitudes, então qual é a responsabilidade de Deus?

Frequentemente as pessoas dizem que Deus é totalmente responsável por tudo, que todas as coisas devem ser deixadas para Deus, no próprio tempo de Deus, que nada acontece fora da vontade de Deus. Outros dizem que a ação humana é igualmente, se não mais importante: salvação, por exemplo, seve ser operada “com temor e tremor” (Filipenses 2:12). “Oh, fiéis!” diz o Alcorão, “Vocês são responsáveis por suas próprias almas” (5.105)¹.

Qual porção de responsabilidade para um bom resultado é da humanidade, e qual porção de responsabilidade é de Deus? A definição e limites da responsabilidade individual são definidas de forma diferentes pelas diversas religiões. O Budismo Theravada, o Jainismo e o Hinduísmo não ateísta em relação à jornada da vida como inteiramente a responsabilidade do indivíduo. Cada pessoa é uma “lâmpada para si mesmo”; tudo funciona para sua própria salvação e por si mesmo. Por outro lado, no Cristianismo, Judaísmo e Islamismo, responsabilidade individual é concedida no contexto de graça que foi concedida antes dela. O relacionamento entre esforço e graça é o que Tomás de Aquino chamava de sinergia: esforço segue a graça, e graça estimula o esforço.

Continuar a ler

[As Três Grandes Bênçãos] A Terceira Bênção: Mundo Próspero

A terceira bênção, “enchei” a terra e “sujeitai-a”, significa cuidar do ambiente natural com amor verdadeiro e investir na cultura e civilização humana através do trabalho e todas as outras atividades criativas. Assim, a terceira bênção nos concede a responsabilidade para criar um mundo próspero.

beautiful world

Os desejos de fazer uma contribuição para a sociedade, apreciar e cuidar do mundo natural são acréscimos da capacidade da humanidade da Terceira Grande Bênção para criar um mundo próspero. Na linguagem bíblica, isto significa ter domínio ou assumir a administração.

Isto significa exercer liderança cuidadosa sobre o que recebemos e abençoar os outros com isto – ou seja, outra forma para dar amor verdadeiro para os outros. No caso da natureza, ela é o “outro” a ser amado, mas desta forma, são as gerações futuras que se beneficiarão pela administração sensata dos preciosos recursos da terra. O Reverendo Moon incentiva as pessoas a pensarem sobre as gerações futuras em seu uso diário da água, materiais descartáveis e dinheiro. Conservação, ele diz, é uma forma de amar os outros que ainda não nasceram.

Continuar a ler

[As Três Grandes Bênçãos] A Segunda Bênção: Família Harmoniosa

Família Harmoniosa

A segunda bênção, “multiplicai”, significa não somente encarnar o amor e estender a linhagem por meio do matrimônio e dos filhos, mas no nível interno, também significa multiplicar até os outros para serem amados na vida de uma pessoa, e assim expandir os horizontes de forma altruísta de amar. Matrimônio é uma forma fundamental de fazer isto. Ele fornece uma outra pessoa, diferente em emoção, físico e espiritual, mas que ainda está lá para ser amada.  Continuar a ler